Photobucket
Join Greenpeace 7 Step Climate CampaignFirefox 2
Segunda-feira, 24 de Maio de 2004
Boda Real
dumb.jpg

Tal como eu previa o grande acontecimento do fim-de-semana que passou foi a Boda Real. Ninguém ligou patavina ao congresso do PSD porque isso da política não interessa mesmo nada. Afinal de contas tratava-se apenas do congresso nacional do partido que está neste momento à frente dos destinos da Nação. Que importância tem isso se comparado com o vestido da noiva? Nenhuma, é claro.
Não foi (infelizmente) sem grande espanto que constatei que no Sábado em todos os canais de televisão gratuita o tema era o casamento do Princípe de Espanha. Transmissão em directo durante "n" horas das (mesmas) imagens do noivo, da noiva, dos pais, dos carros, dos convidados, do vestido, do bouquet, da santa, da igreja, do povo acenante, das retroespectivas, das expectativas, das comparações, das emoções, enfim, uma real seca. Tudo devidamente comentado por "especialistas" o que para mim, isso sim, constitui uma novidade. Agora também já há "paineleiros" de casamentos. Boa.
O que me leva no fundo a escrever este artigo é um sentimento de mágoa profunda. Mágoa porque me custa a constatar a cruel realidade de que o nosso povo está cada vez mais estúpido. Como é possível mobilizar todos os nossos meios informativos para se proceder à cobertura de um casamento real? E espanhol ainda por cima. Que interesse poderá eventualmente ter para o nosso país com quem casa o futuro Rei de Espanha? Que políticas sociais promove o Rei de Espanha? Que políticas económicas promove o Rei de Espanha?
Afinal para que serve o Rei de Espanha?
A resposta (quase sempre em tom feminino) é simples. É bonito. Pois, a monarquia, a realeza tem esta coisa, este glamour. É bonito. Seria no entanto também bonito não esquecer que toda aquela riqueza, todo aquele aparato, é sustentado à conta de séculos de exploração, escravatura e genocídio. Que o digam os povos da América do Sul (ainda aguém se lembra dos Aztecas, Maias e Incas?).
É bonito.
E por cá alguns milhões vidraram no televisor enquanto a gasolina aumentou, o desemprego aumentou mas...o casamento foi muito bonito. Hoje é segunda-feira. Já não há casamento, já não há estórias de princípes e princesas, o conto de fadas acabou e o nosso país está pior do que estava há 3 dias atrás.
Que futuro? Como sair da crise? Onde está a solução? Essa sim devia ser a nossa "boda real".


publicado por tonymorgadinho às 09:05
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Anónimo a 26 de Maio de 2004 às 09:44
é uma vergonha o que se passou no Sabado em todas as tv´s nacionais.É realmente muito triste dar cobertura total a um casamento real espanhol,mas o que isso interessa para os Portugueses?
Queria dar o Premio "Peixeirada" a LFV pelo sua estrondosa actuação em Directo na Sic Noticias.lol...
Quero mandar um abraço tambem ao Nuno,e Desejar Boa Sorte ao FCP para hoje a noite.Carlos
</a>
(mailto:ccm1976@yahoo.com)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 20:41
UMA BELA ESTÒRIA DE PRINCEPES E PRINCESAS: Era uma vez uma "linda" menina que vivia num lindo reinado, banhado por um imenso oceano azul e iluminado pelo sol mais brilhante já alguma vez visto. Desde pequenina que a menina sonhava em vir-se a tornar numa linda princesa. Anos mais tarde conheceu o senhor que dominava as terras laranjas do norte, de seu nome Mamão Burroso. Também a norte, vivia um ser bastante sensivel e indeciso, que comandava as terras azuis a fugir para o lilás choque, de seu nome Paulinho das feiras. Ser tão frágil, que não dispensava a companhia de seu fiel escudeiro Bobão Feliz. Certo dia, Berreira Leite, decidiu ir em busca de seu sonho. Foi então que conheceu Mamão e tornou-se a sua vaca leiteira. Mamão, sedento de poder, defeniu o plano para tomar as terras vermelhas do sul. Conquistou o CUração de Paulinho, e juntos, seguidos pelo seu fielmente estúpido exército, rumou ao sul, para por fim a um reinado de emprego, de alguma estabilidade e felicidade. Mamão, seu amor Berreira Leite, Paulinho e Bobão, passaram então a ser os senhores das grandes terras do ocidente. A partir de então, o povo passou a viver na mais plena felicidade, dominada por big brothers, operações triunfo, acorrentados e big show sic´s, ou seja, foram FUDIDOS PARA SEMPRE!!!Karluz Fernandez
</a>
(mailto:aeiou@iol.pt)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 16:50
Aproveitar para enviar um abraço ao Nuno cuja avó faleceu no passado Domingo. Um abraço também ao Inácius que se estronchou todo a andar de BTT.tonymorgadinho
</a>
(mailto:chupam@s.todos)


De Anónimo a 24 de Maio de 2004 às 21:12
So vejo uma razao, tendo em conta q actualmente estamos a ser invadidos por espanhóis: empresas, lojas , turistas , etc , corremos o risco de rapidamente nos tornarmos numa provincia espanhola por isso vao ja habituando os portugueses aos costumes espanhois :Pbebe_lampiao
</a>
(mailto:bebe_pedro@iol.pt)


Comentar post

Photobucket - Video and Image Hosting