Segunda-feira, 19 de Abril de 2004
A REVOLTA DO SISTEMA
A vida tem destas coisas. De tempos a tempos surgem sempre acontecimentos que nos fazem pensar um pouco nas acções que empreendemos no quotidiano. Como sabem este Sábado não fui jogar à bola. O Karluz Fernandez também tinha que fazer e não pode ir. Resultado: Ninguém foi. Aliás, permitam corrigir a afirmação. Houve quem aparecesse no Sábado de manhã todo contente e equipado para a futebolada. Ao que parece, e de acordo com fontes dos SIB (Serviços de Informação Bloguista), o Inácius e o Paulo foram jogar à bola.
Tem piada? Talvez tenha. Mas a verdade meus caros é que situações destas só não acontecem mais vezes porque há quem se preocupe. Há quem perca tempo (e dinheiro) a combinar, a confirmar, a marcar e desmarcar. E depois há os outros. Os que não respondem a mensagens (Bolinha agradeço a falta de resposta ás duas msg de quarta-feira), os que respondem com Kolmi (força Inácius, continua à espera que eu ligo), os que respondem à meia-noite de Sexta-Feira, os que dizem que vão e não aparecem, os que não dizem nada e aparecem e, agora na útima versão, os que PRESUMEM que há quando não há.
O que os MENINOS ainda não perceberam é que mãe só há uma. E que eu saiba o único de entre nós que é pai é o meu cunhado. E não me parece que seja pai de nenhum de nós. O que os MENINOS ainda não assimilaram é que se não podem perder 30 segundos a enviar uma mensagem, também há que não possa perder horas a preocupar-se se vamos ter pessoal que chegue. O que os MENINOS ainda não entenderam é que a vossa despreocupação prejudica sempre outros, aqueles a quem chamam amigos.
Da parte que me toca estou farto. Penso que o Karluz Fernandez sente o mesmo. Não esperem receber mensagens nos próximos tempos a combinar seja o que for.
Existe uma fronteira, uma linha que separa os homens dos rapazes. Acho que já teem idade para passar essa barreira.


publicado por tonymorgadinho às 11:05
link do post | favorito

De Anónimo a 22 de Abril de 2004 às 16:27
(continuação) mas, e friso este mas, serei seguramente um dos elementos com maior numero de presenças (senão mesmo totalista), mas meus amigos isto não serve de maneira alguma de desculpa, porque as desculpas não se pedem ... evitam-se, serve sim para vincar o gosto que eu tenho no convivio com os meus amigos, não so pelo exercicio (pouco mas bom), mas tambem como escape a tudo aquilo que nos atormenta, e eu bem tenho precisado disso. Foi um ciclo que se fechou, espero que como a vida é feita de ciclos, um novo ciclo comece porque para mim a amizade é seguramente uma das coisas mais importantes que eu tenho actualmente, por isso espero que seja um ate breve, um abraco sentido a todos os meus Amigos.o_proprio
</a>
(mailto:x@x.pt)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.